Tratamento da depressão com Ketamina

ketamina

Pela primeira vez na Europa foi usado Ketamina para tratar doentes depressivos. Este método inovador foi disponibilizado pelo Hospital Beatriz Ângelo, em Portugal.

Os resultados tem sido muito promissores em doentes com depressão resistente, deixando estes de recorrer a antidepressivos ou ansiolíticos. O uso de psicadélicos para tratar a depressão está a ser estudado em todo o mundo, devido ao facto de existir evidências cientificas sobre o beneficio deste tipo drogas como o LSD, psilocibina, mescalina ou DMT entre outros.

A Agência Europeia de Medicamentos e a Food Drug Administration ainda não aprovaram estas formas de combate à depressão, tanto na Europa como nos Estados Unidos da América. Nestes casos experimentais estão a ser administrados Ketamina, também conhecida como Cetamina ou Quetamina que é um anestésico comum em todos os hospitais. É normalmente utilizada em anestesiais gerais, contudo, quando induzido em doses baixas permite ao paciente entrar numa "viagem psicadélica".

A duração do efeito da Ketamina é de sensivelmente 1 hora e não é classificada como uma das drogas psicadélicas clássicas. Outras drogas podem durar várias horas, como a psilocibina.

O tratamento dura 8 semanas, com duas administrações nas primeiras quatro semanas e uma administração semanal nas restantes. Ocorre sempre em ambiente hospitalar com acompanhamento médico permanente. As evidências demonstram que é a toma constante que prolongam o efeito antidepressivo da Ketamina.

Estudo de substâncias psicadélicas

Existem outros estudos semelhantes em todo o mundo. Um dos mais relevantes é promovida pela empresa Compass Pathways mas usa psicadélicos clássicos ainda não aprovadas pelas autoridades de saúde, através de cogumelos alucinogénios (psilocibina).

medicamentos alucinogênicos

A nível académico destaca-se o Imperial Collegue e a Johns Hopkins nos estudos sobre o uso de substâncias psicadélicas em pacientes com transtornos depressivos graves, tendo ambas as universidades criado centros de investigação dedicados a este tema.

Ketamina é segura?

Devido ao ambiente médico controlado e à baixa administração, a Ketamina tem um perfil de segurança muito grande. Alguns possíveis efeitos secundários como tonturas, boca seca ou visão turva são sempre ligeiros e transitórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Go up